domingo, 18 de setembro de 2016

ENTÃO EU ASSISTI... NERVE: UM JOGO SEM REGRAS

Nerve: Um Jogo Sem Regras
Lançamento: 25/08/2016
Elenco: Emma Roberts, Dave Franco, Emily Meade, Miles Heizer, Juliette Lewis,
Diretor: Ariel Schulman, Henry Joost
Distribuidora: Paris Filmes
Nota: ★★★

Que o mundo atual está cercado pela tecnologia não podemos negar. Dia após dia, surgem novos jogos e aplicativos, sejam eles para pegar um táxi, ou um jogo de realidade aumentada. Agora imagine um jogo em que você é observado o tempo todo enquanto faz desafios insanos propostos por aqueles que te assistem. Essa é a essência de Nerve: Um Jogo Sem Regras. Neste filme, somos apresentados à Venus, ou Vee (Emma Roberts), uma garota com sérios problemas com timidez (quem nunca?) e apaixonada por fotografia. Após ser convencida pela amiga a se soltar mais, ela decide entrar no jogo Nerve. Durante um dos desafios do jogo, ela conhece Ian (Dave Franco) que também é jogador do Nerve.




O filme inteiro respira internet. O jogo funciona mais como uma maneira das pessoas verem como outras interagem na internet. Além disso, logo no início do filme, a personagem da Emma entra em várias redes sociais famosas, como Spotify, Skype, Facebook, entre outros. É um filme onde a tensão fica maior gradativamente, conforme os desafios vão se tornando mais perigosos. Nerve também dá um toque sobre a falta de privacidade na internet, causada pela constante exposição das pessoas. Hoje em dia isso é muito comum, tanto que algumas pessoas são pagas para isso, fato que é semelhante ao jogo, com o diferencial que elas são pagas para fazer desafios. Há sempre aquela ânsia por um status na internet, por muitos seguidores, coisa que é comum na vida real.


Nerve é um filme bem simples de entender, tem cenas que vão da adrenalina à tensão em um salto, ou bastante cômicas, e há muitas cores e uma trilha sonora impecável que conta com MØ, Halsey, Melanie Martinez, entre outros. Há algumas cenas que usam de realidade aumentada, algo semelhante ao Pokemón Go, e a maioria usa muito o artifício de "câmera de celular", para reforçar a base de jogo do filme. Quanto às atuações, Emma e Dave formam uma ótima parceria em cena, porém isso amorna um pouco no fim do filme, o que pode ser prejudicial.


Com um desfecho bastante reflexivo, Nerve é bastante frenético e tem de um tudo para cativar o público, exceto pelo desenvolvimento de personagens. Talvez a proposta desse mais certo se virasse um seriado, onde o roteiro poderia ser bem mais explorado. Mas, ainda assim, dá uma boa dose de diversão e suspense na medida certa. Recomendo o filme.

Veja o trailer abaixo:

Back
to top