sábado, 6 de agosto de 2016

[RESENHA] PARA SEMPRE MINHA

Livro: Para Sempre Minha
Série: Rosemary Beach #09
Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro


Resumo:
Alguns dos jovens de Rosemary Beach consideram Tripp Newark um herói. Há oito anos, ele abandonou uma vida meticulosamente planejada pelos pais para conquistar a independência. Pilotando sua Harley, Tripp desapareceu da cidade para viajar pelo mundo. E essa decisão o fez perder muito mais do que os milhões que herdaria. Bethy Lowry está vivendo o pior momento de sua vida. Há um ano e meio, Jace, seu namorado, morreu afogado ao salvá-la de uma forte correnteza. Sofrendo um período turbulento e ainda consumida pela culpa, ela vive sua rotina de maneira automática, com a certeza de que nunca mais voltará a amar. No entanto, sua vida está prestes a mudar. Quando tinha apenas 16 anos, Bethy teve um tórrido romance com Tripp, que é primo de Jace. Esse segredo continuaria enterrado para sempre se não fosse por um detalhe: Tripp Newark está de volta e determinado a reconquistá-la.
Na série Perfeição, você conheceu o anjo da guarda de Della e sentiu a dor da perda de Bethy. Agora, Abbi Glines reúne esse surpreendente casal
para mostrar que nunca é tarde demais para reviver uma paixão.



Resenha:
Muita coisa já aconteceu desde que Blaire, após a morte da mãe, teve que  morar com o pai em Rosemary Beach, acabou se casando com Rush e teve um filho (Trilogia Sem Limites), Wood encontrou seu par perfeito em Della e, após um trágico acidente, perdeu seu melhor amigo (Duologia Simples Perfeição); Grant encontrou o amor de sua vida em Harlow, quase a perdeu e ao fim acabou ganhando uma linda garotinha (Duologia Primeira Chance).
Bethy participou de todos esses acontecimentos como uma parte bem ativa no decorrer de todas essas histórias, em especial a morte de Jace já que ela sente totalmente responsável pelo ocorrido. Mas agora já se passaram dois anos desde o ocorrido e, apesar de não estar vivendo, está sobrevivendo sem ele.
Porém a culpa é muito grande e ela acredita que não merece nenhuma felicidade devido a isso... A culpa por ele ter falecido no lugar dela, culpa por nunca ter sido totalmente franca com ele, culpa por nunca ter podido amá-lo totalmente como ele merecia. Isso porque o seu coração nunca foi todo seu, a oito anos ela o entregou para o seu primeiro e grande amor, Tripp (o primo de Jace).
Quando ela tinha 16 anos ela conheceu Tripp e ele foi seu grande amor e mesmo após tantos ela nunca conseguiu o esquecer. Jace a salvou de várias maneiras e ela nunca pode entregar totalmente o seu amor, e é isso que mais a corrói por dentro.
A situação piora quando, seis anos depois, ele volta para Rosemary Beach (nós vemos isso na duologia de Wood e Della) e só de vê-lo ela sabe que o sentimento ainda existe e isso a faz odiá-lo, e se odiar, mais ainda.
Tripp voltou a Rosemary Beach para recuperar a mulher de sua vida, aquela que ele deixou a seis anos atrás, mas ao voltar encontra ela feliz e amando o seu primo. Tudo o que ele quer é a felicidade dela e por isso se afasta novamente, mas após a morte do seu primo ele retorna e dessa vez não irá embora, por mais que ela peça por isso.
Dois anos se passaram e ele continua fazendo o seu possível para manter Bethy em segurança, ele a viu no fundo do poço, sentiu se ódio e não a culpou por isso. Depois de tudo o que ela passou ele sabe que ela precisa culpar alguém, e ele tem muita culpa por tê-la deixado oito anos atrás.
Agora ele a vê melhor e tem esperanças que o destino dê outra oportunidade dele reconquistar a dona do seu coração.
Será que ele terá a segunda chance que tanto almeja??? O amor dele será grande suficiente para aplacar o ódio dela???
Eu amo a tia Abbi mas vou te contar uma coisa... a história dessa casal merecia mais um livro (no mínimo). Bethy e Tripp tem uma longa história (equivalente a oito anos), muita bagagem e sofrimento e tudo isso em um único livro ficou muito resumido.
Eu adoro a Bethy, ela desde o começo tem sido uma presença marcante em todas as histórias e fiquei mega feliz por conhecê-la melhor. A bichinha comeu o pão que o diabo amassou e pisoteou e eu consegui sentir a dor dela quando Jace morreu, porém conhecer mais o passado dela e descobrir tudo o que ela perdeu foi de partir o coração.
O Tripp é um amorzinho, toda a dedicação que ele dedica a Bethy é lindo e inspirador. Ele também sofreu muito, e ainda sofre.
Esse casal é apaixonante!!!
Obrigada a Abbi por trazer essa história maravilhosa para todos nós e a Editora Arqueiro por publicá-la aqui no Brasil!!!!
Super recomendo!!!!!!!!!!!!!!!
Back
to top