quarta-feira, 9 de março de 2016

[RESENHA] O DESPERTAR DO PRÍNCIPE

Livro: O Despertar do Príncipe
Série: Deuses do Egito #01
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro

Resumo:
O despertar do príncipe é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia. Colleen Houck é autora de A maldição do tigre, série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil. “Os fãs de Rick Riordan vão se divertir com esta fantasia. Uma narrativa incrivelmente bem pesquisada com um ar de mistério e romance.” — School Library Journal Aos 17 anos, Lilliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. Em O despertar do príncipe, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia.


Resenha:
E a Colleen lança mais uma série envolvendo mitologia e, claro, que eu fui atrás para ler. O Despertar do Príncipe é o novo livro da autora e dessa vez ela vai tratar de mitologia egípcia ( o que eu particularmente gostei mais do que a outra saga dela, confesso que sou fã de mitologias e a egípcia é a minha favorita).
Lilliana Young é uma jovem exemplar, sempre perfeitinha e obediente nunca conseguiu expor seu lado mais aventureiro. Com pais totalmente conservadores, ricos e "perfeitos" ela sempre se mostrou a parte, e até mesmo fria, em relação aos seus desejos mais profundos.
Quando, num passeio pelo museu, ela se depara com um rapaz, vestindo roupas estranhas e falando sobre ser o Deus Sol, energia vital e precisar salvar o mundo ela acredita que está lidando com um louco, mas é a partir deste momento que sua vida nunca mais será a mesma.
Agora Lily está conectada a Amon, ele precisa de sua força vital para cumprir seu destino, e justos eles precisam despertar os irmãos de Amon e completar o ritual que impedirá Seth de espalhar o mal pelo mundo. E, é claro, que começa a rolar um sentimento entre esses dois (momento fofis).
Será que eles conseguirão cumprir com suas missões e salvar o mundo? Poderá o relacionamento entre um deus egípcio e uma humana dar certo? 
A Colleen mais uma vez nos faz querer viajar pelo mundo e encontrar diversas aventuras, dessa vez ela embarcou na mitologia egípcia e traz uma aventura de tirar o folego.
Amon é lindo e perfeito. Como Deus Sol ele tem muitas responsabilidades e uma delas é despertar a cada mil anos, despertar seus irmãos e realizarem o ritual que impede de Seth de propagar o caos. Lily é uma moça direita, de família rica e tradicional, mas que no fundo tem uma alma aventureira. Ao contrário da  mocinha do livro anterior ela é mais pé no chão e mente feita (não me levem a mal, eu gosto muito da Maldição do Tigre, porém, as vezes, tinha uma raivinha da mocinha da história). 
O Despertar do Príncipe tem muiiiita ação e aventura, o romance fica de segundo plano na trama (quem sabe nos próximos livros, talvez, seja mais trabalhado), e acredito que essa foi a receita para que todos leiam a história (sejamos francos quando a história, como regra geral, só as mulheres costumam gostar.. já uma dose de igual medida entre romance, aventura e cenas de ação agradam os dois públicos).
A narrativa do livro é bem fluida e faz o leitor ficar preso até que acabe (o que, no meu caso costuma ser em dois dias no máximo..kkkk) e a capa ficou linda ( a Editora Arqueiro tá mandando muito bem nesse ponto).

Agora é esperar o próximo livro e torcer para que seja lançado logo!!!
Super recomendo!!!!! 
Back
to top