segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

ENTÃO EU ASSISTI... "ORGULHO E PRECONCEITO E ZUMBIS"

Orgulho e Preconceito e Zumbis
Lançamento: 25/02/2016
Elenco Lily James, Sam Riley, Matt Smith
Diretor: Burr Steers
Distribuidora: Sony Pictures
Nota★★★

Antes de mais nada gostaria de afirmar aos fãs de Jane Austen que podem assistir ao filme sem medo, a adaptação ficou excelente, e se você não for fã precisa assistir porque é divertidíssimo. Primeiramente devo avisar para as pessoas medrosas, como eu, que apesar do filme ter zumbis ele não é de terror. 
Claro que tem "bicho feio", pele caindo, sustinho, bizarrice, e tudo que é esperado de um filme de zumbis, mas nada que vá te deixar acordado ou esperando um iminente apocalipse zumbi.
Para quem não conhece, a história, do filme ou a original, ela se passa no século XIX e gira em torno das irmãs da família Bennet, em especial as duas mais velhas Elizabeth e Jane. 
Como toda matriarca de uma família cheia de filhas mulheres e nenhum herdeiro, a Senhora Bennet está empenhada em casar suas filhas para que não acabem na rua da amargura, pois quando o pai delas morrer o primo  Colin irá herdar as terras. E quando um novo vizinho, Sr. Bingley,  surge ela fará de tudo par poder casar a mais velha, Jane, com ele. 
Junto com esse vizinho vem o seu melhor amigo Darcy e desde que se conhecem ele e Lizzy sentem um antipatia mútua, e não há como negar que junto com esse sentimento há outro muito mais forte, uma verdadeira atração. Mas o preconceito de um e o orgulho do outro sempre interfere. 



A principal diferença entre esse filme o original é que o apocalipse zumbi já começou e as boas famílias londrinas enviam seus filhos para o Japão para aprenderem a arte das lutas asiáticas. Mas para alterar bem as coisas o Senhor Bennet envia suas filhas para a China e lá aprendem a ser super letais com os punhos e com as armas. É engraçado fazer as comparações das diferenças sociais e os preconceitos que rodeiam a sociedade londrina, como o fato de irem a China ao invés do Japão faz com que elas sejam olhadas de lado perante a elite. Outra coisa é as diferenças entre o original e essa adaptação... As mulheres londrinas do original passam seu tempo bordando ou lendo, já aqui estão limpando as armas ou treinando combate corpo a corpo (o que é bem cômico).


A parte clássica do romance "Jane e Bingley" e "Lizzy e Darcy" também permanece nesta adaptação, com algumas alterações mas nada fora do normal. O orgulho de Lizzy e o Preconceito de Darcy ainda são os principais temas da trama. Até mesmo as falas permanecem, em sua maioria, fiel ao original... Já a interpretação é outra história, agora temos uma Lizzy que mete a porrada no Darcy por ele prejudicar sua amada irmã (ri horrores com isso). E termos aparição de todos os personagens marcantes da trama original (continuo detestando Lydia e odiando o Whickham).



Como sou uma grande fã da autora Jane Austen, em especial desta obra dela (já li e reli os livros e vi todos os filmes e seriados inspirados na trama), pensei que iria surtar de raiva por esse disparate, onde já se viu enfiar um apocalipse zumbi na história de amor mais linda já escrita (minha opinião), mas não foi bem assim que aconteceu... A história foi bem escrita e a introdução dos zumbis não prejudicou a trama. Ficou super engraçado e divertido de se ver. 
O desfecho da trama foi super legal e, apesar do original ter um final definitivo, o final desse filme deixou um gostinho de quero mais (assistam a cena pós crédito).



A história ganhou mais humor e com isso, pelo menos na minha humilde opinião, aumentou o interesse dos jovens de conhecer os clássicos. Se você não conhece a história original tenho certeza que irá ter vontade de ler a clássica história de Orgulho e Preconceito, ou no mínimo ter vontade de assistir aos filmes. 
Adorei o filme e super recomendo a todos!!! 
É uma ótima pedida para assistir com os amigos. :)

Quer saber mais? Confira o Trailer:



Back
to top