quarta-feira, 23 de outubro de 2013

[RESENHA] REFÉM DA OBSESSÃO

Livro: Refém da Obsessão
Série: Trilogia Taker- Livro 02
Autora: Alma Katsu
Editora: Novo Conceito

Sinopse:
Havia uma parte em Lanny que queria ser punida. Um pedaço de seu coração que acreditava que ela merecia o horror de ser imortal, a tristeza de ver todos aqueles que amara partirem, enquanto ela só podia conviver com as perdas e as lembranças. Terríveis e solitárias lembranças. Este “dom”, oferecido pelo mais malvado dos homens, Adair, era, para ela, a resposta a uma pena que ela deveria cumprir. Mas, apesar das culpas e do castigo que pensava merecer, ela ainda sonhava. E esperava ser redimida por ter dado a Jonathan — seu grande amor — o esquecimento que purifica todo ser de sua dor: a morte. No entanto, bem no fundo de sua alma, ela suspeitava que, fosse o que fosse que a atraísse para Adair (e para sua maldade), fosse qual fosse o infeliz sentimento que os aproximara, este sentimento não fora totalmente exorcizado. Não importava que ela tivesse chegado ao cúmulo de emparedar aquele homem mau e deixá-lo para apodrecer, não importava que o tempo tivesse passado, nem que, hoje, ela pudesse contar com o apoio e os braços fortes e acolhedores de Luke... Adair estava por perto, ela podia senti-lo, e seu poder era inexorável. “Este é o segundo livro da trilogia de Alma Katsu, que começou com o bem recebido Ladrão de Almas. Esta sequência mantém-se fiel ao primeiro título da autora...” --Publishers Weekly


Resenha:
Olá genteee =D!!!!
Então, esse livro continua a história um pouco depois do final do Ladrão de Almas. Depois de tudo o que aconteceu naquele livro a Lanny está vivendo melhor agora, eu diria até mais feliz, só que nem tudo são rosas, claro, e a Lanny ainda vai passar por muita coisa. Uma coisa que acho muito interessante nessa série são as respostas dos personagens aos sentimentos deles, que se parecem muito com que vemos por ai, as pessoas vivendo nesse nível de obsessão por outra pessoa. Achei muito interessante ver as coisas pelo “outro lado”. A parte do envolvimento psicológico do leitor com o livro é menor do que no anterior, mas não pior, não me entendam errado. O que quero dizer é que o achei mais “suave” que o primeiro, o que acho que tornou o livro muito mais agradável para algumas pessoas. Não há tanta interação passado-presente nesse livro, mas ainda vemos uma boa quantidade de Flashbacks de alguns personagens. Só digo mais uma coisa, o Título desse livro não poderia ser melhor! Combina perfeitamente com a história. Mais uma vez parabenizo a Novo Conceito pela capa PERFEITA, e digo que o livro é tão bom quanto o primeiro.

Recomendadíssimo!!!! 
Bjusssssss

Confira a resenha do primeiro livro Ladrão de Almas
Back
to top