quarta-feira, 23 de outubro de 2013

[RESENHA] LADRÃO DE ALMAS

Livro: Ladrão de Almas
Série: Trilogia Taker- Livro 01
Autora: Alma Katsu
Editora: Novo Conceito


Sinopse:

No turno da noite de um hospital no estado do Maine, o Dr. Luke Findley espera ter outra noite tranquila com lesões causadas pelo frio extremo e ocasionais brigas domésticas. Mas, no momento em que Lanore McIlvrae — Lanny — entra no pronto-socorro, muda a vida dele para sempre. Uma mulher com passado e segredos misteriosos. Lanny não é como as outras pessoas que Luke conheceu. E Luke fica, inexplicavelmente, atraído por ela... Mesmo sendo suspeita de assassinato; e conforme Lanny conta sua história, uma história de amor e uma traição consumada que ultrapassam tempo e mortalidade, Luke se vê totalmente seduzido. Seu relato apaixonado começa na virada do século 19 na mesma cidadezinha de St. Andrew, quando ainda era um templo puritano. Consumida, quando criança, pelo amor que sentia pelo filho do fundador da cidade, Jonathan, Lanny fará qualquer coisa para ficar com ele para sempre. Mas o preço que ela tem de pagar é alto — um laço imortal que a prende a um terrível destino por toda a eternidade. E agora, dois séculos depois, a chave para sua cura e salvação depende totalmente de seu passado. De um lado um romance histórico, de outro uma narrativa sobrenatural, Ladrão de Almas é uma história inesquecível sobre o poder do amor incondicional, não apenas para elevá-lo e sustentá-lo, mas também para cegar e destruir. E revela como cada um de nós é responsável por encontrar o próprio caminho para a redenção.



Resenha
Genteeeeeeeeeee que capa é essa!!!! Lindaaaaaa!!! Uma das mais bonitas da Novo Conceito!
E posso dizer a vocês com toda certeza que a qualidade da história acompanha a beleza da capa. Nela conhecemos a Lanore, uma personagem com um passado sombrio, e um presente mais sombrio ainda. Antes de qualquer coisa tenho que falar que esse foi um dos livros que mais mexeu comigo, pois ele tem um envolvimento psicológico muito grande com o leitor, onde nós sentimos uma gama de sentimentos, bons e ruins, ao longo da leitura. A trama se passa no passado e no futuro, onde a autora, muito corajosa por sinal, conseguiu fazer com que uma coisa que tinha tudo para dar errado e desagradar muita gente, pois ela intercala a narrativa em primeira e terceira pessoa. No presente a narrativa acontece em terceira pessoa, e no passado em primeira pessoa, e devo dizer que ela também é incrível nesse tipo de escrita, pois poucos foram os autores que conseguiram fazer com que eu tenha a sensação de ver a história acontecendo na minha frente, em vez de conta-la apenas, o que sempre me surpreende e torna a leitura muito mais agradável. Outros personagens também interferem na narrativa, uma das coisas que me chateia às vezes, mas ela também é muito boa nisso (virei fã dela!). O livro é surpreendente, nos deixa duvidosos de tudo e de todos (inclusive da Lanore), e nunca sabemos o que vai acontecer a seguir. Uma narrativa impressionante com uma história envolvente pode definir esse livro. Não recomendo a todos pelo simples fato de ele não ser um livro para todos. Não são todas as pessoas que irão pegar o emocional desse livro, ou até mesmo conseguir suporta-lo, mas ainda assim ele para mim é perfeito.
Espero que vocês tenham gostado, e se já leu digam para mim o que acharam.
 Estou curiosa para saber se outras pessoas tiveram a mesma impressão que eu!
 Bjussssssss
Por: Rayssa Morais
Back
to top