segunda-feira, 14 de outubro de 2013

[RESENHA] IRMANDADE DA ADAGA NEGRA - AMANTE CONSAGRADO

Livro: Amante Consagrado
Série: Irmandade da Adaga Negra, Livro 6
Autora: J. R. Ward

Sinopse:
Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas... Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade. Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores. Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si... Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.




Resenha:
Bem esse foi o livro da IAN que mais me decepcionou =/. É que eu esperava tanto do Phury, mas não vi tudo o que esperava dele. Tem um ponto em que o livro fica um tanto monótono, mas o livro não deixa de ter suas vantagens. Esse é um daqueles livros que um monte de coisa acontece e o casal principal fica um tanto apagado, embora eu tenha adorado a Cormia nesse livro. Tem gente que não gosta dela, mas vejamos, depois de toda uma vida de Escolhida como a dela, ela realmente não poderia ser uma heroína forte e cabeça não é mesmo? Eu ainda achei super rápido o desenvolvimento da personalidade forte dela, ela se torna uma mulher forte e bastante decidida na minha opinião, ela continua a descobrir quem ela é e o que pode fazer nesse livro, depois de toda uma vida regrada, onde não tinha escolha nenhuma na vida, onde tudo era um branco infinito, numa rotina intermitente, e de repente BUM! Ela vem parar no nosso mundo, começa a comer coisas diferente, ver cores que machucam seus olhos, e é
“rejeitada” pela pessoa que deveria está ao seu lado e protege-la. Acho que se fosse outra teria desistindo bem antes que ela. O final do livro tem uma evolução bem melhor, e se torna até surpreendente, e não posso falar de como me emocionei com o Z bem no finalzinho *-*. Também teve coisas boas com o Phury, como a sua relação com as drogas, e como (quando a ficha realmente cai, amém a isso!) ele começa a tomar uma atitude e a mudar, é a partir daí que a coisa começa a ficar boa =D.
Esse foi um dos livros mais sofríveis que eu tive que ler, mas não posso dizer que não gostei, afinal é um livro da IAN *-*!!! E se tiverem vontade de desistir de ler ele na metade, se aguentem porque a coisa fica boa no final!!!!! 

Bjusssssssssssssss 

Resenhas dos outros livros da IAN: 

Back
to top