sexta-feira, 23 de agosto de 2013

[RESENHA] O VISCONDE QUE ME AMAVA

Livro: O Visconde que me Amava (Os Bridgertons 2)
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro

Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. 
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração. Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis


Resenha:
Neste segundo livro conhecemos mais um personagem desta maravilhosa família  Desta vez trata-se do irmão mais velho, Anthony Bridgertons.
Sendo o considerado o mais cobiçado solteiro de Londres (e também o maior libertino) Anthony decide que já esta em tempo de casar. Devido ao falecimento do pai, quando ainda era muito jovem, Anthony acredita que não superara os 38 anos de vida do seu pai, e devido a isso decide se casar e constituir uma família. Ele tem regras muitos simples para encontrar a mulher certa, tem que ser alguém inteligente, de preferencia bonita, uma boa pessoa (para que possa ser uma boa mãe) e em especial alguém por quem não se apaixonaria... E como escolhida ele resolve que ira se casar com a beldade do ano a  Srta. Edwina Sheffield, mas o que ele não esperava era que sua irma, Kate, fosse tao cabeça dura, teimosa, sincera ao extremo, sarcástica e totalmente irresistível...
Quanto a Kate, ela não deseja que sua querida irma se case com um libertino inveterado... ate porque ela não acredita que ex-libertinos se regenerem e quer o melhor para sua irma... e esse melhor com toda a certeza não é o Visconde.
Mas aos poucos o que era uma antipatia mutua vai se transformando em respeito, amizade, um desejo enlouquecedor e tal ate mesmo amor...
Apos um escândalo gerado por uma abelha a vida desses dois mudam totalmente.. mas sera que os medos e intuições irão interferir na felicidade desse casal??? Ha alguma esperança para eles???
A historia e simplesmente Maravilhosa, como já disse na resenha do primeiro livro (O Duque e Eu) eu sou fanática pela Julia Quinn... suas historias são sempre românticas na medida certa, com doses de humor, comentários sarcásticos e  uma cenas hots... kkkk
Fora que eu simplesmente adoro os comentários de Lady Whistledown... afinal, quem sera essa mulher que sabe tanto da sociedade londrina???
Confira a resenha do primeiro livro O Duque e Eu
Eu super recomendo esse livro *****

Feito por Tamires Bourbon
Back
to top