sábado, 8 de agosto de 2015

[RESENHA] KING OF THORNS

Livro: King of Thorns
Série: Trilogia dos Espinhos #2
Autor: Mark Lawrence
Editora: Darkside Books

Resumo
A terra arde com o fogo de centenas de batalhas enquanto lordes e pequenos reis lutam pelo Império Destruído. O longo caminho para vingar o massacre de sua mãe e irmão mostrou para o Príncipe Honório Jorg Ancrath os atores por detrás dessa guerra sem fim. Ele viu o jogo e se comprometeu a varrer o tabuleiro. Primeiro, entretanto, ele deve reunir suas próprias peças, aprender as regras do jogo, e descobrir como rompê-las.









Resenha
Desde que terminei de ler Prince Of Thorns, já estava ansiosa para ler o segundo livro, King Of Thorns. A trama continua focada em Jorg Ancrath, que agora é Rei Jorg. Assim como o primeiro livro, King Of Thorns se divide em dois tempos: presente e passado. O presente é denominado "Dia do Casamento", que como o próprio nome diz, envolve o casamento de Jorg e também uma batalha, que pode determinar o seu fim ou a sua ascensão. Já a outra parte acontece quatro anos no passado, e conta com uma viagem que ele faz com os irmãos Gog e Gorgoth em busca de um mago de fogo. Entre esses dois tempos, há trechos do diário de Katherine, tia e também a obsessão de Jorg.

Para alguns, essa divisão de tempos que Mark Lawrence faz pode ser confusa. Mas, ao desenrolar da leitura, fica mais fácil assimilar tudo. O ritmo dos acontecimentos é constante, os mistérios sobre os Construtores continuam e no final temos o surgimento de um novo mistério. As observações que Jorg faz a respeito de seus irmãos, companheiros assassinos de estrada sem nenhum tipo de honra, são discretos, porém não passam despercebidos. Os detalhes que vão aparecendo ao longo da história continuam a deixar aquela sensação de que há várias dimensões de eras diferentes que se fundem, porém deixando um pouco mais claro a respeito do "mundo" da narrativa.

A conclusão do livro não deixou a desejar, e mostra o quanto Jorg e sua sede de vingança evoluíram, juntamente com o homem que ele agora é. E até agora não superei a grande reviravolta do fim do livro, que não é NADA do que os outros livros apresenta. Uma grande jogada de Lawrence, que nos faz ansiar pela conclusão desta trilogia "dark", mas amável em muitos aspectos.

Leia também a resenha do primeiro livro Prince Of Thorns
Back
to top