terça-feira, 30 de junho de 2015

[RESENHA] INFERNO

Livro: Inferno
Autor:  Dan Brown
Editora: Arqueiro

Resumo:
Neste fascinante thriller, Dan Brown retoma a mistura magistral de história, arte, códigos e símbolos que o consagrou em "O Código Da Vinci", "Anjos e Demônios" e "O Símbolo Perdido" e faz de Inferno sua aposta mais alta até o momento. No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri. Numa corrida contra o tempo, ele luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.


Resenha:
Inferno é mais um livro da série do especialista em símbolos Robert Langdon. Nesse terceiro livro começa com Robert Langdon acordando em um quarto de hospital, incapaz de lembrar os acontecimentos das últimas 48 horas. Logo Robert descobre que ele está sendo caçado por um perigoso assassino contratado e pelo governo americano, ambos em busca de um objeto que contém um pequeno objeto plantado por um biólogo suíço, que acredita que um aumento da população na taxa atual levará à explosão dos piores instintos de sobrevivência entre os seres humanos. 

Junto com Sienna Brooks ele percorre as ruas de Florença usando obras de arte famosas e linhas poéticas de Inferno (primeira seção do famoso poema de Dante, A Divina Comédia) como um guia para decifrar esse objeto. 


Queria poder dizer que gostei tanto desse livro como os outros de Dan Brown. Porém mais uma vez ele usa o mesmo plot: Temas semi-religiosos e Robert sendo perseguido para desvendar um enigma. Eu não considero isso ruim, mas se você não se empolgou muito com as outras histórias de Dan Brown, esse livro não vai mudar sua opinião. Além do fato de mais uma vez a história se passar na Itália. Fica parecendo falta de imaginação. Se a história fala de um maniaco com o desejo de reduzir a população, por que não usar lugares diferentes e populosos como Japão ou Índia?


Mas tenho que dar a mão a palmatória e afirmar que Dan Brown é sempre muito inteligente nos enredos de seus livros, e é bom saber que Inferno também irá virar filme. Para mim Robert Langdon é um personagem muito carismático e super inteligente. Apesar dos pesares, quem gostou dos outros livros do Dan Brown irá gostar muito desse.
Back
to top