sexta-feira, 7 de novembro de 2014

[RESENHA] LIGEIRAMENTE CASADOS

Livro: Ligeiramente Casados
Série: Os Bedwyns - Livro 01
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro

Resumo:
À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...
Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.


Resenha
O Coronel Aidan Bedwyn leva sua palavra muito a sério, afinal um homem honrado sempre cumpre com sua palavra. Então quando o Capitão Percival Morris está a beira da morte e pede que ele encontre sua irmã e a mantenha em segurança, Aidan promete fazer tudo o que puder... Custe o que custar.... E são essas palavras que o farão se meter em uma grande enrascada, pois ele nem imagina o que terá que fazer para cumprir tal promessa...
Quando Eve conhece Aidan ela logo vê que o homem é do tipo orgulhoso e frio... Apesar da dor da perda do irmão ela se protege com uma grossa camada de coragem e força, já que tem muitas pessoas que dependem dela... Só que há um problema. A morte de Percy foi muito repentina e muito cedo, e devido a isso ela só tem quatro dias para abandonar a sua casa e dispensar a todos que ama, inclusive as duas crianças órfãs que ela tem como filhos.
Quando tudo parecia estar perdido Aidan propõe um acordo, um casamento por conveniência, com isso ela cumpre a clausula do testamento do pai e a casa passará a ser dela em definitivo. 
Apesar das dúvidas de ambos, eles se casam e apesar de viverem dizendo que é um casamento de conveniência, que não é real, há uma centelha de atração entre eles e aos poucos essa centelha aumenta... 
Com a ajuda de Duque de Bewcastle, irmão mais velho de Aidan, esse casal volta a se encontrar. A situação não é favorável para nenhum dos dois, a os Beldwyns são orgulhosos, aristocratas e preconceituosos (em especial o Duque), mas o Duque convence Eve que Aidan precisa dela e para retornar o favor ela vai a Londres se apresentar na sociedade...
Apesar dos perrengues e algumas humilhações Eve não se deixa abater e aos poucos mostra o espírito forte e decidido que tem... As mudanças não acontecem só em Eve, Aidan aos poucos vai analisando sua vida passada e aos poucos começa a mudar alguns comportamentos...
A centelha já existia mas quando a atração pega fogo... sai de baixo... kkkkk
Mas será que esses dois tão independentes irão perceber que a felicidade deles dependem um do outro????
Eu já sou apaixonada por romances de época, e a Editora Arqueiro tem feito essa paixão cada vez maior... Admito que nunca tinha lido nenhum livro da Mary Balogh e me arrependo amargamente. Estou apaixonada pela escrita dessa autora e pelos personagens maravilhosos, em especial os irmãos Bedwyns..kkkk
Já dei uma futucada e vi que o próximo livro é o de Rannulf e estou "Ligeiramente Maliciosa" e super ansiosa pelo livrinho( mas a verdade é que queiro mesmo, mesmo, mesmo é ler logo o livro dos irmãos Freyja e de Wulf)... *-*
Super recomendo ******
Back
to top