quarta-feira, 19 de junho de 2013

[RESENHA] Sangue na Neve

Livro: Sangue na Neve
Autor(a): Lisa Gardner
Série: Detective D.D. Warren
Editora: Novo Conceito

Sinopse: A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.

Resenha: 
Sangue na Neve é um livro que sem dúvidas, meche com o psicológico do leitor. Você se pega imaginando como uma mãe poderia ter feito aquilo com a sua própria filha, minutos depois você tem pena daquela mãe, mas toda a ideia inicial retorna, como se anterior não existisse, e durante todo o livro, você se vê divido dessa forma, até o final, a inocência de Tessa Leoni não é julgada apenas pelos policiais de Boston, mas também, pelo leitor. D.D. e Bobby durante todo o livro fazem um ótimo trabalho, apesar de D.D. reagir algumas vezes por impulso, talvez por conta da ideia que lhe vem a mente de que será mãe e de estar trabalhando num caso de uma criança desaparecida. O caso inteiro que envolve a família de Tessa é uma grande interrogação, quando você acha que eles finalmente encontraram uma resposta para tudo, algo acontece e muda completamente a linha de acontecimentos do crime. O que eu achei muito interessante na narrativa da Lisa, você se vê como se fizesse parte do grupo da investigação, e foram várias as vezes que eu dei uma pausa no livro para juntar uma coisa à outra e tentar descobrir o que tinha acontecido na cena do crime. O final é surpreendente, é realmente algo que eu nunca pensei que poderia ser, e no inicio nem ao menos fez sentido, mas aos poucos, relembrando alguns fatos do inicio da história, eles acabam se encaixando e você pensa "uau, então foi isso o que aconteceu?" Certamente, entrará para a lista de meus livros favoritos, e Lisa Gardner, espero ler outros livros de sua autoria sobre as aventuras de D.D.

Feito por Lara Bertrand
Back
to top