quarta-feira, 29 de maio de 2013

[SAIBA MAIS] Steampunk



O que é Steampunk? Aqui vai uma breve explicação sobre o gênero.

Steampunk, subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990. Trata-se de obras ambientadas no passado, ou num universo semelhante a uma época anterior da história humana, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época - como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor. É um estilo normalmente associado ao futurista cyberpunk e, assim como este, tem uma base de fãs semelhante, mas distinta.

O gênero Steampunk pode ser explicado de maneira muito simples, comparando-o a literatura que lhe deu origem. Baseado num universo de ficção cientifica criado por autores consagrados como Júlio Verne no fim do século XIX, ele mostra uma realidade espaço-temporal na qual a tecnologia mecânica a vapor teria evoluído até níveis impossíveis (ou pelo menos improváveis), com automóveis, aviões e até mesmo robôs movidos a vapor já naquela época.

O meu primeiro contato com o universo Steampunk foi no evento Liga Cosplay Contest, onde a Loja Pernambuco do Conselho Steampunk se apresentou. De inicio, eu fiquei um pouco perdida, não entendi com clareza sobre o que se tratava, mas ao ouvir uma breve explicação sobre o Steampunk, eu senti uma vontade enorme de saber ainda mais coisas sobre o gênero. De uns tempos pra cá eu meio que deixei de lado esse interesse, até que fui cutucada pela querida Tamires ao propor que tratássemos do tema em um próximo evento. Para elaborar esse texto, dei uma pequena pesquisada sobre a grande influência da literatura Steampunk não só para a própria literatura, mas também no cinema e em jogos digitais. Abaixo, vocês podem conferir algumas coisas que selecionei como importantes.

Júlio Verne

Dentre os escritores da literatura Steampunk, este é o que mais se destaca, sendo ele um de seus precursores. Verne escreveu obras como Vinte Mil Léguas Submarinas e A Volta ao Mundo em 80 Dias, ambas são obras que fazem parte da literatura Steampunk. Até hoje Júlio Verne é um dos escritores cuja obra foi mais traduzida em toda a história, com traduções em 148 línguas, segundo estatísticas da UNESCO, tendo escrito mais de 100 livros.

Título: Vinte mil léguas submarinas
Autor: Júlio Verne
Sinopse: Verdadeiro clássico da ficção científica, o livro narra as aventuras do Capitão Nemo, um enigmático e brilhante homem que construiu um submarino e com ele dedicava-se a percorrer os mares, estudando e desbravando o fundo dos oceanos.




Título: A volta ao mundo em 80 dias
Autor: Júlio Verne
Sinopse: Phileas Fogg é um gentleman inglês, um tanto quanto solitário e sereno, que mora em Londres e tem uma rotina inalterável: acorda sempre no mesmo horário, faz a barba, toma café da manhã e parte para o Reform Club, onde passa o restante do dia. Lá, Fogg almoça e lê os principais jornais da capital inglesa. À noite, reúne-se com os colegas para a tradicional partida de whist (jogo de cartas para duas duplas, ancestral do Bridge) e para comentar os assuntos do dia. À meia-noite, pontualmente, volta para casa. E assim se segue até o fatídico dia da aposta.


Continuamos falando sobre a literatura Steampunk por algo que me chamou atenção logo de cara. Megan Byant resolveu reunir alguns poemas de Edgar Allan Poe em seus textos original, porém acompanhadas de ilustrações no estilo Steampunk. Entre os poemas selecionados estão "O Corvo" e "Os Assassinatos da Rua Morgue".

Algumas das ilustrações do livro:






Steampunk: Poe.
Autor: Edgar Allan Poe – ilustrações de Zdenko Basic e Manuel Sumberac
Editora ID
Ano: outubro de 2012 (previsão)






Partindo para algo mais atual e conhecido pelos jovens, está o mangá (e também anime) Fullmetal Alchemist, que dentre todos que eu já li e já ouvi falar, é o meu predileto.


Sinopse: Quando eram pequenos, o pai misteriosamente abandona a família. Algum tempo depois, Trisha acaba morrendo devido a uma doença antiga que nunca tratou. Desde então, Edward, o mais velho dos irmãos, passou a culpar o próprio pai pela morte da mãe. Arrasados com a morte de quem tanto amavam, tentam ressuscitá-la, utilizando uma técnica proibida da qual tomaram conhecimento lendo um dos livros que Hohenheim havia deixado em casa, sobre Alquimia. Diz a Alquimia que pode-se conseguir qualquer coisa, desde que se pague o que se deseja tanto com um valor equivalente. É a lei máxima da Alquimia, a "Troca Equivalente". Transmuta-se um objeto reorganizando e recombinando as substâncias químicas que compõem o objeto. Como um corpo humano é composto por diversos elementos químicos, em teoria, pode-se criá-lo misturando os elementos certos e em suas devidas proporções. Pondo esta teoria na prática, os irmãos utilizam a receita do livro para trazer a mãe de volta a vida, e, como último ingrediente, acrescentam uma gota seu de sangue, que carrega as lembranças genéticas da mãe. Assim, é quebrado o maior tabu da Alquimia: a Transmutação Humana. Entretanto, os irmãos conseguem reviver apenas o corpo da mãe, sem alma. E por terem praticado a transmutação humana, são levados até a Porta da Alquimia (o Portal), onde o preço do corpo da mãe é cobrado: Edward perde sua perna esquerda, enquanto seu irmão Alphonse perde todo o seu corpo. Edward então sacrificou o seu braço direito em troca da alma do seu irmão, que ele selou (utilizando um selo de sangue) em uma antiga armadura.

Recentemente, foi publicado pela Editora Valentina o livro Alma, escrito pela Gail Carriger que tem como tema o Steampunk.

Título: Alma
Autor(a): Gail Carriger
Editora: Valentina
Sinopse: Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.
E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a Srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.
Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a Srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?


No cinema, De Volta Para o Futuro é o filme que representa o gênero. Lançado em 1985 na direção de Robert Zemeckis, De Volta para o Futuro se tornou o filme de maior sucesso do ano, arrecadando mais de US$ 380 milhões em bilheteria e recebendo aclamação pela crítica. Ele venceu o Hugo Award de Melhor Apresentação Dramática e o Saturn Award de Melhor Filme de Ficção Científica, como também indicações ao Oscar, ao Golden Globe e outros. Ronald Reagan até citou o filme em seu Discurso sobre o Estado da União em 1986. Em 2007, a Biblioteca do Congresso americano selecionou o filme para preservação no National Film Registry, e em junho de 2008 a American Film Institute o reconheceu como o 10º melhor filme de ficção científica americano. O filme marcou o início de uma franquia, com as sequências De Volta para o Futuro Parte II e De Volta Para o Futuro Parte III sendo lançadas em 1989 e 1990, como também uma série de desenhos, um brinquedo de parque de diversões e vários jogos eletrônicos.



Sinopse: Marty McFly é um adolescente vivendo com uma família sem vida e sem ambição na cidade de Hill Valley, Califórnia. Seu pai, George McFly, é constantemente intimidado por seu supervisor de trabalho, Biff Tannen, e sua mãe infeliz, Lorraine Baines McFly, está acima do peso e tem um problema com bebida. Os irmãos de Marty, Dave e Linda McFly, também vivem com ele, sendo que ambos são comportamentalmente idênticos à seus pais. Almejando alcançar seu sonho de tornar-se um astro de rock, Marty e sua banda fazem um teste para tocarem em uma festa da escola, no qual acabam sendo rejeitados. Apesar do revés, a namorada de Marty, Jennifer Parker, o encoraja a não desistir de seus objetivos e acreditar em seu futuro. No jantar daquela noite, Lorraine conta à família como ela e George se apaixonaram quando seu pai o atropelou na rua.

Nos games temos o Dishonored, um jogo que se passa na Inglaterra Vitoriana, onde o personagem principal, Corvo Attano, tenta se livrar de ser acusado de assassinato. É um jogo sobrenatural mas que tem a mão todo o tipo engenhocas que só o mundo Steampunk pode oferecer. Ele está disponível para PC, Xbox 360 e PS3.


O jogo já conta com uma segunda versão, DISHONORED: THE KNIFE OF DUNWALL, disponível apenas para PC.


Para aqueles que não conheciam e apreciaram o gênero e para aqueles que já o conhecem, o Clube do Livro os convida para comparecer ao evento Steampunk, que será realizado em Agosto. Em breve divulgaremos mais informações.

Feito por Lara Bertrand
Back
to top