sexta-feira, 15 de março de 2013

[EU NÃO SOU BAÚ], Literatura Nacional, cadê você meu filho??


Quando se fala em literatura nacional 99,999999...% das pessoas pensam nas pessoas daquela matéria decoreba que a gente é obrigado a estudar no ensino médio. Mas o que  poucos sabem é que nosso país possui grandes autores, e eu não estou falando de grandes nomes não, estou falando de muitos ainda desconhecidos. Acho um absurdo ouvir dentro de uma livraria alguém dizer “ Nossa, esse autor é brasileiro?” como se os brasileiros não fossem capazes de escrever uma história digna  ou tão boa que desperte o interesse de algum diretor ou roteirista para uma adaptação cinematográfica por exemplo . Por que só autores estrangeiros podem ter esse privilégio? Só porque são de países de primeiro mundo e tudo que vem do Brasil é lixo?? Como diria a letra da canção “Nem toda brasileira é bunda, meu bem. Meu peito não é de silicone. Sou mais macho que muito homem”.
Sinceramente, chega dessa coisa de autor nacional usar nome ou sobrenome americanizado para poder ser aceito pelas editoras e  o que é pior, ser aceito pelos próprios brasileiros!! Dê valor ao que é de sua casa antes de valorizar o que vem da casa dos outros é o que eu penso. Por favor, vamos mostrar um pouco de cultura! Antes de rejeitar ou olhar “atravessado” para um livro só porque o autor é brasileiro e tem menos de 100 anos de idade não significa que o trabalho dele é ruim. Vamos fazer esta nova geração de autores perder o medo de escrever e mostrar do que é capaz, vamos reivindicar com as editoras, chega desse preconceito idiota. E daí que um autor quis escrever sobre vampiros? Não é só escritor gringo que pode escrever sobre seres fantásticos e ou míticos, esse mesmo autor nacional pode escrever sobre o Saci Pererê e se transformar num best seller. Fica aqui o meu protesto, eu digo mesmo! Eu não sou baú!!!!!!!!!!!!!

 Por Agatha Felix.

Back
to top