quinta-feira, 15 de novembro de 2012

[RESENHA] A MORTE DA LUZ

Livro: A Morte da Luz
Autor: George R. R. Martin
Editora Leya Brasil


Resumo: Primeiro livro escrito por George R. R. Martin, autor da renomada série "Crônicas de Gelo e Fogo" foi premiado com os principais prêmios do mundo de fantasia e ficção científica. Desde essa primeira história o autor já mostra o que o tornaria mundialmente famoso, seus personagens que não são nem vilões, nem heróis, mas sim seres complexos como todos nós. Worlorn não é o planeta que Dirk t´Larien imaginava, e Gwen Delvano não é mais a mulher que conhecera. Ela está ligada a outro homem e a esse planeta moribundo preso no crepúsculo, seguindo em direção à noite sem fim. Em meio à paisagem desoladora, há um violento choque de culturas, no qual não há códigos ou honra e uma batalha se espalhará rapidamente.







Resenha:

"Um planeta está prestes a morrer, seu caminho se afasta das estrelas que trazem vida àquele lugar. Suas 14 cidades, construídas rapidamente quando o planeta passou por perto de uma grande estrela, também estão moribundas. Worlorn não é o planeta que Dirk t’Larien imaginava, e Gwen Delvano não é mais a mulher que conhecera. Ela está ligada a outro homem e a esse planeta moribundo preso no crepúsculo, seguindo em direção à noite sem fim. Em meio à paisagem desoladora, há um violento choque de culturas, no qual não há códigos ou honra e uma batalha se espalhará rapidamente."
A Morte da Luz é um livro que requer cuidado com os detalhes, se passar um pouco despercebido por eles, terá que voltar um pouco a leitura (o que eu tive de fazer diversas vezes, por sinal). O livro conta a história de Dirk, que viveu em Avalon, e lá conheceu Gwen. Alguns anos depois, eles se separaram e fizeram uma espécie de promessa, que foi o que levou Dirk ao encontro de Gwen, em Worlon, um planeta errante, onde ele se envolve num triângulo amoroso, com uma cultura totalmente diferente de tudo o que ele conhece, cheia de mistérios.
Eu esperei mais do enredo pelo livro ter sido escrito pelo Martin, confesso, mas ainda assim, é uma boa leitura. Durante mais ou menos dez capítulos, eu fiquei me por que Dirk foi chamado para Worlon, qual o papel dele ali? A ideia é maravilhosa, mas faltou algo na narração para prender o leitor ao livro, assim como um fim mais impactante.
:)Mesmo com os pontos negativos, vale a pena ler A morte da Luz. Não fico com o super recomendo, mas com um recomendo e três estrelas, eu fico! 

Feito por Lara Bertrand
Back
to top