terça-feira, 12 de junho de 2012

[EU NAO SOU BAÚ], por Agatha Felix - Mystic Moon Con – Primeira Convenção Brasileira sobre a série Diários de um Vampiro.


O sábado foi um verdadeiro fuzuê , a falta de organização e principalmente a falta de educação de muitos participantes tumultuou  o evento. O primeiro painel com Ian Somerhalder durou no máximo 30 minutos e só os vips tiveram mais acesso a ele. Dado certo momento Alex Kley subiu na mesa de centro do hall e dispensou todos que não fossem vips ou diamantes até o número 50. Sendo eu uma diamante 58 praticamente perdi meu sábado, até o próprio Ian saiu da sua sala e pediu silêncio para as histéricas dizendo que estaria o domingo todo com todas nós, dando abraços, beijos e tirando fotos, solicitou que compreendêssemos que ele sozinho não daria conta de tanta gente no horário da tarde. Para não perder a viagem encontrei  3 amigas fazendo cosplay , as meninas sendo uma delas pernambucana de Recife [ já que as outras eram de Paulista e Olinda] vestiam roupas de época.
A manhã de domingo foi algo extraordinário! Estava previsto para iniciar o painel [momento de perguntas e respostas com o ator Ian Somerhalder] às 09:45 porém como de costume houve um atraso e por volta das 10:00 horas Ian subiu ao palco que devia ter um metro de altura e de distância do público vip, uns 2 metros sendo separados por uma corda de isolamento.
Particularmente estava ansiosa demais para tomar café da manhã, estava com medo de que desorganização do dia anterior se repetisse e eu não tivesse meu momento com o nosso adorado vampiro. Passava das 10:40 da manhã quando Alexandre Kley [ mais conhecido como Alex, o idealizador e organizador -  se é que posso dizer que seus eventos são organizados – veio até o salão onde mais de 800 pessoas esperavam sua chance de tirar foto e pegar autografo com o Somerhalder, esperávamos tagarelando sobre a série, filmes, sua beleza e simpatia que ouvi da boca do próprio Alex meu número ser chamado para subir até o andar onde o astro nos esperava. O problema era que justo cinco minutos antes eu havia comprado um belo hambúrguer com um refrigerante de cola. Agora idealizem a cena, eu com uma bolsa contendo o presente do Ian que planejava dar a ele durante o painel, a bolsinha do evento  –que era feita de papel e minúscula - , um refrigerante e o hambúrguer! Quando entrei na sala olhei rapidamente para ele que conversava com uma fã sobre a foto que pretendiam tirar, enquanto isso fui me livrando dos objetos pela mesa sob os atentos olhares de uma mulher loira que não identifiquei na hora e que depois percebi ser uma das líderes da ISF [Ian Somerhalder Foudation, conversaremos a respeito desta fundação em outro momento]. Ela, a loira, me olhou com um sorriso enorme e claro que eu fiquei nervosa. Ela se aproximou e tocou no meu corselet , eu sabia que esse momento seria único então, porque não ir bem vestida? A mulher não se conteve e teceu muitos elogios quanto ao meu look e disse um “Oh God, I loved!” logo em seguida me deu a passagem para o Ian que ao me ver dos pés à cabeça pôs as mãos sobre o coração e disse “Wow!” nesse segundo não sabia quem estava no controle, a fã ou uma garota que enfim chamou a atenção de um cara lindo, só posso dizer que senti minhas bochechas pegarem fogo. Ian Somerhalder ainda disse algo do tipo “Isso tudo é para mim? Meu Deus! Você está tão sexy!” – sim, as duas garotas surtaram na hora – Ele se aproximou pegando a minha mão e me abraçou com força e devo dizer que ele gosta de fazer cócegas e apertar a sua cintura -, e sim meninas, ele é cheiroso. Ian já se despedia de mim quando o fotografo o lembrou que ele teria mais uma foto comigo, então ele sorriu torto e falou algo como “Assim eu me apaixono, não resisto a essas brasileiras...” , eu ri da minha tentativa de entender o que ele disse e graças a uma staff do evento que traduziu para mim posso hoje dizer a vocês o quão brincalhão e galanteador ele é e na hora de ir embora ele brincou mais uma vez dizendo “eu gosto de uma magrinha”. Saí saltitando da sala onde outra staff me esperava e ela sorria toda “elétrica” como uma adolescente e começamos a gritar e saltitar dizendo “Ouviu isso? Ele gosta de magrinhas!” e como boa pernambucana que sou tive que soltar uma pérola que até o segurança gargalhou abertamente quando eu disse “...ainda sou morena e não é atoa!”.
Saindo do salão onde tirei minhas maravilhosas fotos  com Ian Somerhalder encontrei meu amiguinho mais que especial Vitor – que sempre está nas convenções com a sua mãe -, estava simplesmente desenhando num balcão e eu estava tão encantada com meu novo amiguinho que nem vi que o Ian estava desenhando também, Ian Robert Somerhalder , o pai do nosso astro que se mostrou muito gentil e humilde distribuiu sorrisos, fotos, autógrafos , beijos e abraços a todos ao seu redor. Eu mesma conversei com ele por um bom tempo, seu sotaque é muito diferente do sotaque do filho. Ele fala cadenciado e muito baixinho, e é muito fácil descobrir de onde o nosso “Damon” herdou os alhos azuis marcantes e as manias de apertar e fazer cócegas nas pessoas. Muito amavelmente solicitei que Robbie, como ele me autorizou a chamá-lo , filmasse um “HappybDay Kátia” já que era aniversário da minha mãe, ele o fez porém estava tão afobada por tê-lo só para mim por dois segundos que seja que só filmei 3 segundos e caí na risada quando ele pergunta se falou certo, acreditem, ele passou uns bons minutos repetindo Kássia ao invés de Kátia.
Ao regressar ao meu assento no grande salão rolava comentários de todos os tipos de emoções diferentes e de brincadeiras diferentes que o Ian vivenciou com cada pessoa que estava ali. Liana, uma das coordenadoras , anunciou sorteios de brindes e acreditem , meu número foi sorteado!! Só não levei o box da primeira temporada autografada porque a letra B de “bronze” foi sorteado e se fosse a letra D de “diamante” eu estaria agora muito mais feliz. A editora Galera Record estava lá também dando apoio ao evento e montou um stand com todos os seus livros com temas sobrenaturais e é claro os super lançamentos como por exemplo o mais novo livro da saga The Vampire Diaries. Comprando qualquer livro você automaticamente tinha desconto de 10% , ganhava de brinde um kit com vários marcadores e dois cupons de desconto de 30% para novas compras. Obviamente falei do Clube do Livro de Pernambuco e o pessoal ficou bastante feliz em saber de nossas atividades pois todos os representantes sorriram sinceramente para mim.
Impaciente demais para ficar quieta no assento, convidei as minhas mais novas amigas pernambucanas para passear pelo Centro de Convenções SulAmérica , tiramos fotos, conversamos com outras fãs e fomos enfrentar uma longa fila para pegar nossas fotos que já haviam sido reveladas e eu –juro-, quase morri de amores ao ver a foto em que o próprio Ian se abaixou bem diante dos meus olhos a centímetros do meu rosto e disse  ” Girl, listen me. Look into my eyes, ok? Look me in the eyes” pausadamente e sorriu a la Damon me fazendo derreter, logo em seguida colocou seus dedos no meu cabelo e pôs uma mexa por trás da orelha, piscou para mim com aquele hipnotizante olho azul e mandou um beijo no ar. Encontrei nesse momento Jihad , uma das fãs mais que especiais e super sortuda que teve o Ian só para ela por mais tempo que todas as outras. Quando questionei sobre quando Ian se agachou na frente dela  e falou diretamente para ela e para uma outra fã , que encontrava-se traqueostomizada, ligada a um monitor cardíaco. Jihad me respondeu que nunca esperava que aquilo fosse  acontecer, “ foi uma das mais emocionantes sensações que já senti porque desde que sou fã dele sempre tento um oizinho dele no twitter e nunca tive sucesso mas nunca desisti, e de repente ele estava ali na minha frente foi simplesmente um sonho, nunca vou esquecer disso”. Então o que ele disse para ela que não ouvimos? Jihad me respondeu que Ian “ficou espantando e emocionado de ver tanto a ela  quanto a outra pessoa ali na  frente , como fã, ele disse que estava muito feliz e que éramos especiais,  ele elogiou minha camiseta , conta rindo mais alega que estava tão emocionada quem nem lembrava direito. Eu me lembro quando Ian pegou uma carta da nossa querida Jihad e perguntou “o que é isso? Uma carta de amor para mim?” e a plateia se dividia entre aplausos, suspiros e emoção.
Não dá para negar que a emoção tomou conta do nosso divo, ele se deparou com uma situação inesperada. Estava em outro país, outro idioma, e pessoas que ele jamais vira estava ali por ele. Não importando quão longe, quão difícil ou limitações físicas e de saúde, todos estavam ali por ele. Quando questionei Jihad sobre a quanto tempo ela era fã do Somerhalder ela conta que foi através de uma amiga e juntas foram alugar uma série para assistir , a partir daí nossa sortuda  achou o Damon muito bonito...e quem não acha? Jihad passou a pesquisar a vida dele e se “encantou” com a garra do ator e ambas se inspiram nele para realizar seus sonhos de se tornarem atrizes.
Back
to top