quinta-feira, 4 de junho de 2015

ENTÃO EU ASSISTI... A INCRÍVEL HISTÓRIA DE ADELINE

A Incrível História de Adeline

Lançamento: 21/05/2015
Elenco: Blake Lively, Michiel Huisman, Harrison Ford, Kathy Baker, Ellen Burstyn...
Direitor: Lee Toland Krieger
Distribuidor Brasileiro: Diamond Films

Então.. Eu assiti ao filme A Incrível História de Adeline e me surpreendi com a beleza do filme. Com uma história tocante, o filme retrata a vida de Adeline Bowman (Blake Lively). Nascida em 1908 teve uma vida feliz, casou e teve uma filha, Flaming, após algum tempo seu marido morre em função do trabalho, ele é engenheiro, e Adeline fica a cargo de criar sua filha. Tudo ia bem, até que Adeline sofre um acidente e várias coisas acontecem tendo como resultado o não evelhecimento de Adeline, ela iria continuar jovem para sempre. O problema é que uma condição assim acaba chamando atenção e é quando ela começa a fugir, sempre mudando de nome e de cidade. E após 60 anos de fuga Adeline encontra uma razão para ficar. Mas será que ela é capaz de parar de fugir?

Ao contrário do que pensei a princípio, Adeline não é imortal, só não evelhece. Após 60 anos fugindo ela viu muita gente morrer, não pode confiar seu segredo a ninguém (a não ser a sua filha) e nunca cria laços em nenhum lugar. Prestes a mudar novamente ela acaba conhecendo Elis, um jovem interessante que a faz sentir coisas que a muito tempo não se deixava sentir. 
Quando o passado se encontra com o presente o futuro fica por um fio. 
O Filme é lindo, tem uma mensagem interessante sobre o que esperamos da vida, o tempo é finito e temos que viver intensamente. Adeline, mesmo tendo todo o tempo do mundo, acaba não vivendo e sim sobrevivendo. Os figurinos são divinos, conseguimos ver o passar do tempo pelas roupas usadas pelos personagens. 


Acho o tema de juventude eterna meio batido, mas nesse filme ficou diferente do que estamos acostumados... Em geral o tema é abordado como ficção científica ou sobrenatural. Nesse filme o vimos de forma científica (o próprio narrador explica como aconteceu e até "brinca" ao dizer que o efeito só seria descoberto no ano de 2035) e a história é super romântica, lembra um conto de fadas...
A história em si me encantou e a forma como ela foi contada deixou super leve e descontraída e a Blake Lively está maravilhosa, consegui ver uma "anciã" no corpo de uma jovem.


Back
to top