terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

[LANÇAMENTOS] MÊS DE FEVEREIRO - EDITORA PARALELA

Neil Patrick Harris
A autobiografia interativa
Neil Patrick Harris

Neil Patrick Harris conquistou o mundo graças ao impagável Barney Stinson, do seriado How I met your mother, sucesso no Brasil, onde é exibido pelo canal a cabo Sony. Para o personagem, a vida é sempre divertida e, como adora repetir, lendária. Este primeiro livro do premiado e querido ator americano também é. Em vez de contar sua trajetória de maneira tradicional, Neil Patrick mistura realidade, ficção e muito humor. E o melhor: é o leitor é quem escolhe para que direção a história vai.
Neil Patrick, que este ano apresentará o Oscar pela primeira vez, dia 22 de fevereiro, combina episódios de sua vida, comentários afiados sobre o dia a dia das celebridades e bastidores de Hollywood. Em cada momento crítico, é o leitor quem decide como a trama vai continuar. Caso escolha corretamente, Neil Patrick encontrará fama, dinheiro e amor verdadeiro. Se o leitor optar errado, o resultado será miséria, sofrimento e uma morte horrível mordido por piranhas. E ainda tem mais: truques de mágica, receitas de drinks, fotos embaraçosas e até uma música para o grand finale.
Ele fala ainda do seu começo de carreira como ator-mirim prodígio e do relacionamento com o também ator David Burtka, com quem casou recentemente e tem dois filhos. Nascido na cidade Albuquerque, no estado americano do Novo México, Neil Patrick ganhou diversos Emmy e um Tony pela sua participação no musical Hedwig and the Angry Inch. Além de Barney Stinson, ele é conhecido pelo papel de Doogie Howser da série Tal pai, tal filho, exibida no começo dos anos 90. Ele atuou em vários filmes, como o cult Madrugada muito louca, e Gone girl, recém-lançado, e já apresentou o Emmy e o Tony diversas vezes. Ele adora usar o Twitter (@actuallyNPH) e é um mágico amador nas horas vagas.

A Saúde dos Planos de Saúde
Os Desafios da Assistência Privada no Brasil
Drauzio Varella

Escrito pelos médicos Dráuzio Varella e Maurício Ceschin, ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar, livro apresenta novos modelos para a gestão dos planos de saúde no Brasil.
Os autores questionam os lucros, o valor pago aos médicos, os excessos de exames e a demanda de atendimentos que tendem a crescer devido ao aumento da expectativa de vida.
Uma análise provocadora dos planos de saúde médico-hospitalares, a chamada saúde suplementar, é o que propõe esse livro. Construído a partir do diálogo entre Drauzio Varella e Mauricio Ceschin, médicos e estudiosos da questão. Em linguagem acessível, graças ao tom coloquial das perguntas e respostas, os autores apresentam as conquistas e distorções de um modelo de assistência estruturado, principalmente, para tratar a doença e não para promover a saúde; que muitas vezes valoriza a tecnologia em detrimento do saber do médico; e que ainda confunde gestão de sinistros com gestão da assistência.
Partindo de vivências distintas, Varella e Ceschin convergem nas principais conclusões. Entre elas, que os planos de saúde deram contribuição decisiva à modernização da medicina no Brasil e se tornaram um dos pilares da assistência, ao lado do sistema único de saúde (SUS). Porém, em face dos desafios colocados pela mudança no perfil demográfico, pelos novos padrões epidemiológicos e pelas expectativas do consumidor, o modelo precisar ser repensado e submetido a um choque de gestão e de cultura.
Back
to top