sexta-feira, 15 de agosto de 2014

[RESENHA] A GAROTA DAS CICATRIZES DE FOGO

Livro: A Garota das Cicatrizes de Fogo
Autor: Ricardo Ragazzo
Editora: Novo Século

Resumo:
Quatro anos após o desaparecimento da filha e a misteriosa morte da esposa, Johnny Falco recebe uma pista que pode ajudá-lo a desvendar o caso. Um homem aparece morto com as mesmas características inexplicáveis de sua mulher: O CORPO NÃO PASSA DE UM ESQUELETO COM PELE. Seis anos após ter 80% do seu corpo queimado em um atentado, Lisa Gomez acorda em um hospital com uma incontestável diferença: TODAS AS CICATRIZES DE SEU CORPO DESAPARECERAM! E quando o destino dos dois se cruzarem na pequena cidade de Valparaíso, ambos descobrirão que as tragédias que cercam suas vidas estão muito mais interligadas do que poderiam imaginar.






Resenha:
Johnny Falco teve a sua mulher assassinada de forma brutal, seu corpo era apenas esqueleto e pele, e sua filha havia desaparecido. Quatro anos após o incidente, um outro caso semelhante ao de sua mulher acontece em Valparaíso, e ele, sem pensar duas vezes, vai atrás de respostas para o que aconteceu com a sua amada. Para auxiliar Falco na procura por pistas, estava Salvatore, um amigo de longa data que o acompanhara até Valparaíso. Tudo o que eles tinham eram os semelhantes casos que haviam ocorrido na cidade. 
Paralelamente, temos a história de Lisa Gomez, que teve 80% de seu corpo queimado quando ainda era criança, ficando com cicatrizes que levaria por toda a vida, ou era o que se imaginava. Seis anos após o ocorrido, Lisa acorda com o corpo isento de cicatrizes, não havia restado nenhuma. Após sair do hospital, Lisa teve a oportunidade de viver de novo, mas ao contrário do que presumiríamos acontecer, após seis anos coberta por cicatrizes, ela ignora os fatos que lhe aconteceram e se torna uma garota mesquinha, e até mesmo apelida a garota que um dia já fora a sua melhor amiga de Maria Tonelada. 
Em determinado momento, Lisa conhece Daniel, descobertas sobrenaturais são feitas, e é neste ponto em que a história se diferencia de 72 horas para morrer, outra obra de Ragazzo. Em A Garota das Cicatrizes de Fogo, ele brinca com o sobrenatural, e atráves das ligações entre Falco e Lisa, deixa que o suspense voe livre.
Este não foi o primeiro livro do Ricardo que tive em mãos, anteriormente, havia lido 72 horas para morrer, e foi por esta razão que me dispus a participar do booktour de A Garota da Cicatrizes de fogo. As minhas expectativas para ele eram grandes, mas tenho que ser sincera, este não chega aos pés do primeiro livro que li, mas não deixa também de contar uma história interessante. 
Back
to top