domingo, 2 de fevereiro de 2014

[CINEMOTECA] ADAPTAÇÕES LITERÁRIAS PARA O CINEMA EM 2014 - PARTE I

Para quem acompanha o blog Literatortura, as seguintes adaptações não serão uma surpresa, já que a maioria destas fez parte de uma recente postagem no Blog. Aproveitando este clima de fim de ano, marcando o meu retorno com a nova coluna Cinemoteca, gostaria de apresentá-los as novas (ou não tão novas) adaptações de livros queridos nossos (ou nem tanto) para os cinemas. 

"As adaptações cinematográficas de livros, sempre causam opiniões diversas para os leitores da história original. Alguns gostam, outros reclamam das mudanças drásticas, enquanto alguns entendem que cinema e literatura são duas linguagens diferentes e é necessário, muitas vezes, mudança no enredo para gerar uma produção com os aspectos do cinema. Mas neste texto essa questão não vem ao caso. Estamos aqui para apresentar a parte I dessa matéria: dos filmes baseados em livro que serão lançados ainda este ano, em 2014.

E você pode escolher como enfrentar cada adaptação: com choro ou alegria.
(Fonte do texto, Literatortura.)


1. O Menino no Espelho
Baseado no Livro O Menino no Espelho, de Fernando Sabino.


Sinopse: "Quando eu era menino, os mais velhos perguntavam: - Que é que você quer ser quando crescer? Hoje não perguntam mais. Se perguntassem, eu diria que quero ser menino." Como nesse pequeno conto, Fernando Sabino conta sobre sua infância no livro "O menino no espelho".




A estreia do filme é prevista para 03 de Janeiro.


2. A Menina que Roubava Livros

Baseado no livro A Menina que Roubava Livros, de Markus Zusak.


Sinopse: A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler.
Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade.

A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público.



A estreia do filme é prevista para 31 de Janeiro.


3. Academia de Vampiros

Baseado na série Vampire Academy, de Richelle Mead.

Sinopse: Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade.
Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola.

Mas isso é só o começo. Em O beijo das sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar?



A estreia do filme está prevista para 14 de março.

3. Divergente

Baseado no livro Divergente, de Veronica Roth.

Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.

A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.

E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.




Back
to top