quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

[RESENHA] REFORMED VAMPIRE: GRUPO DE APOIO AO VAMPIRO

Livro: Reformed Vampire: Grupo de Apoio ao Vampiro
Autor: Catherine Jinks
Editora: Farol Literário

Sinopse
"Reformed Vampire – Grupo de Apoio ao Vampiro" é uma história diferente de tudo o que você já leu sobre vampiros. Na verdade, você vai conhecer o lado real de ser um vampiro, aquele que ninguém conta! Eles estão quase sempre doentes ou com dor, e se reúnem em uma espécie de terapia de grupo para discutirem seus problemas e como controlar seus instintos, ou seja, o desejo de sair mordendo pessoas. Nina tornou-se vampira quando tinha apenas quinze anos, e não envelheceu um dia desde então. Mas também não teve um dia sequer de diversão, já que sua rotina isolada dentro de casa é incrivelmente chata, sem poder fazer o que realmente tem vontade. No entanto, tudo vai mudar na vida dela e de seus amigos vampiros quando um membro do grupo é morto de forma misteriosa. Tendo sua identidade ameaçada, terão que sair à caça do assassino, e logo se descobrirão em uma disputa contra lobisomens. Será que vampiros tão frágeis poderão vencer uma batalha como esta? Sangue, desejo e instinto vem à tona com uma bala de prata no peito, estopim de uma batalha em busca da identidade.
Resenha:
O livro conta a história de Nina, uma vampira que faz parte do Grupo de Apoio ao Vampiro, ela se transformou em vampiro muito nova, com 15 aninhos, e também é a mais nova do grupo. Toda a "vida" de Nina, como vampira, é um tédio (já que ela tem que viver presa) e a coisa só anima um pouco quando acontece um assassinato com um dos membros do grupo (um típico assassinato de vampiro, com estaca e a coisa toda...) causando uma grande polvorosa entre os demais membros. Apesar de frágeis e medrosos, eles vão em busca de quem matou Casimir, e no meio do caminho causam muita confusão...
Eu quando peguei o livro estava esperando um romance... sei lá... mas a história foi totalmente contrária ao que eu imaginava. Os vampiros do livro não tem nada dos indestrutíveis e malvados vampiros tradicionais, é até engraçado o modo como eles são frágeis, medrosos e doentes (acaba totalmente com a fantasia...kkkk), adorei eles participarem de um grupo de apoio para não fazerem mal as pessoas...kkkk.
A autora escreve super bem e a leitura é bem fluida e rápida... é um livros gostoso e divertido de se ler!!!
Eu recomendo!!!

Back
to top