sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

[SAIBA MAIS], Livros da Editora Madras Inspirados na Saga Harry Potter

A Editora Madras é famosa por publicar filosofias, e com certeza a saga Harry Potter não poderia ficar de fora. 

A série Harry Potter, publicada entre 1997 e 2007 já ultrapassou a marca de 450 milhões de livros vendidos em mais de 200 países e certamente, J.K. Rowling é a autora mais lida do mundo, tendo sido traduzida para mais de 73 línguas e adaptada para os cinemas em oito longas-metragens de grande sucesso.

Abaixo vocês podem conferir três obras de diversos filósofos que desvendam alguns dos segredos da saga.


 Sinopse:

Neste livro, sete estudiosos de Filosofia desvendam alguns dos segredos de Hogwarts, dando idéias reveladoras tanto para feiticeiros quanto para os trouxas um pouco mais perceptivos. Mostram que as obras de J. K. Rowling da série Harry Potter não são escritas como tratados filosóficos mas estão repletas de significado filosófico. Elas não são apenas histórias interessantes e bem contadas; são também emocional, imaginativa e intelectualmente atrativas. Release: Neste livro, sete estudiosos de Filosofia desvendam alguns dos segredos de Hogwarts, dando idéias reveladoras tanto para feiticeiros quanto para os trouxas um pouco mais perceptivos. Mostram que as obras de J. K. Rowling da série Harry Potter não são escritas como tratados filosóficos mas estão repletas de significado filosófico. Elas não são apenas histórias interessantes e bem contadas; são também emocional, imaginativa e intelectualmente atrativas. Que leitor instruído não ouve um eco de Nietzche nas palavras de Voldemort, quando ele afirma que não existe o bem ou o mal, mas apenas o poder e os que são muito fracos para usá-lo? Ou então não imagina que, se Aristóteles dirigisse Hogwarts, ele agiria como Dumbledore? Ou ainda, quem não vê o paralelo entre a Capa da Invisibilidade de Harry e o Anel de Gyges de Platão? O livro começa com uma discussão a respeito dos principais personagens da série Harry Potter; depois, trata de moralidade; dedica uma seção ao mal, à sua natureza, às suas origens e aos seus efeitos; outra parte mostra como a ambição, corretamente interpretada e apropriadamente perseguida, pode ser uma virtude. No final, os autores exploram a Metafísica. Eles apresentam uma variedade de questões metafísicas a respeito das quais a série Harry Potter nos convida a considerar, entre elas, o que é real? Qual a verdadeira natureza do tempo, do espaço e da identidade? Com isso, fazem uma discussão bem detalhada do espaço e do tempo, que trata da possibilidade de viagens no tempo ou viagens por meio de Pó de Flu, ou Aparatação. Abordam, ainda, temas como liberdade, destino e premonição. Com este trabalho, eles pretendem simplesmente ajudá-lo a pensar a respeito dessas questões e, se necessário, ensiná-lo alguns encantamentos e conjurações para que possa fazer a sua magia, seja você fã de Harry Potter ou de Filosofia. Você não precisará tomar nenhuma poção especial para entender as páginas deste livro, pois cada uma foi enfeitiçada com um encanto antidificuldade. Não se esqueça de manter sua varinha em ordem nem de ler as entrelinhas. Sem essas devidas precauções, você pode se expor à influência maligna de Voldemort, Você-Sabe-Quem. Sua coruja acabou de chegar. Considere isso um convite pessoal para Hogwarts aos trouxas, em que você também aprenderá a Magia da Filosofia.




Sinopse:


 É sempre errado usar uma poção do amor? A morte é algo a ser temido... ou governado? O que Severo Snape pode nos ensinar sobre a possibilidade de redenção? O amor é a magia mais poderosa entre todas? Com base em todos os sete livros da série Harry Potter, A Versão Definitiva de Harry Potter e a Filosofia oferece uma mistura poderosa de intuições sobre o bem e o mal, amor, morte, poder, sacrifício e esperança. É verdade, como Dumbledore diz, que nossas escolhas revelam muito mais sobre nós do que nossas habilidades? Existe vida após a morte, e como deve ser essa vida? Aqui está uma memória penseira para seus pensamentos. Portanto, dê um bom gole do Elixir de Cérebro de Baruffio e se reúna ao Exército de Bassham de filósofos talentosos na exploração das questões profundas e capazes de expandir a mente dos livros e filmes sobre Potter.
Release: Gregory Bassham é titular da cadeira do Departamento de Filosofia e professor de filosofia do King´s College, em Wilkes-Barre, Pennsylvania. Ele é coeditor de The Hobbit and Philosophy e coeditou The Lord of The Rings and Philosophy, Basketball and Philosophy e As Crônicas de Nárnia e a Filosofia, publicado no Brasil pela Madras Editora. William Irwin é professor de filosofia no King´s College, em Wilkes-Barre, Pennsylvania. Ele criou o gênero de livros de filosofia com cultura popular como coeditor do líder de vendagem Os Simpsons e a Filosofia e coordenou títulos recentes, entre eles Batman e a Filosofia, House e a Filosofia e Alice no País das Maravilhas e a Filosofia. Todos esses títulos foram publicados em língua portuguesa pela Madras Editora. Também colaboraram para este trabalho: Beth Admiraal, Michael W. Austin, Catherine Jack Deavel, David Paul Deavel, S. Joel Garver, Tamar Szabó Gendler, John Granger, Alan J. Kellner, Amy Kind, Andrew P Mills, Tom Morris, Jeremy Pierce, Regan Lance Reitsma, Eric Saidel, Scothh Sehon, Anne Collins Smith, Charles Taliaferro, Jerry L. Walls, Jonathan L. Walls e David Lay Williams. Os livros de Harry Potter, de J. K. Rowling, de estrondosa popularidade, podem parecer histórias infantis simples na superfície, mas, como Hogwarts, eles escondem muitas câmaras secretas, alçapões e segredos intrincados. Todos esses profissionais apresentam seu pensamento a respeito da série Harry Potter e sua versão definitiva, levando o leitor a rever várias questões que ocupam a sua mente no cotidiano.



Sinopse:

O impacto mundial de Harry Potter rompe os limites da literatura juvenil e constitui um fenômeno social que intriga e leva à reflexão. Com o intuito de desvendar o grande sucesso dessa obra de J. K. Rowling, Isabelle Cani apresenta Harry Potter ou o anti-Peter Pan. Neste livro, a autora desenvolve uma análise a respeito das mensagens complexas e ambíguas em Harry Potter, relacionadas à representação da magia da infância em obras juvenis, como em Peter Pan, de James Barrie. Isabelle Cani proporciona uma análise que revela que, ao contrário do que se tende a pensar, Harry Potter é uma obra que ensinaria aos leitores, grandes ou pequenos, como deixar a infância definitivamente, encarando a dura realidade do mundo atual, ou da idade adulta. Harry Potter ou o anti-Peter Pan dirige-se a todos os apaixonados pelas aventuras do jovem bruxo Harry, mas também aos resistentes, desconfiados e céticos que desejam entender o que um sucesso desse porte diz sobre nَós, ou ainda o que ele esconde. 

Os interessados podem comprar os livros no site da editora, clicando aqui.
Back
to top