quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

[RESENHA] AMANTE ETERNO - IRMANDADE DA ADAGA NEGRA, LIVRO 2 - J. R. WARD

Livro: Amante Eterno
Série: Irmandade da Adaga Negra
Autora: J. R. Ward


Resumo: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E, enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...


Resenha:
Oieee =D!!!
Gente esse é o meu 2º livro favorito da série da IAN (Irmandade da Adaga Negra), e é muito fofo!
O Rhage é um vampiro mais forte e gostosão da IAN e por causa de uma maldição que ele sofreu toda vez que ele perde o controle das suas emoções ele se transforma num perigoso monstro, um dragão feioso que come tudo que ver pela frente, inclusive redutores. O coitado passa dias doente depois dessas tranformações, e um belo dia, quando ele está começado a melhorar ele sente um cheiro irresistível de uma humana, a Mary, que está no complexo da irmandade, e acha sua voz fascinante. Após alguns dias ele tem um encontro marcado com a Mary, que foi marcado pela sua amiga, a Bella (*-*) que é uma vampira e foi "praticamente obrigada" (mentira ele enche o saco dela mesmo =P), e quando ela pergunta: "Qual nome devo dizer pra ela?", ele responde: "Hollywood", que é como os outros irmãos o chamam de vez em quando, e venhamos e convenhamos é a cara dele! A Mary é uma humana que está sofrendo com a recaída de uma leucemia (um tipo de câncer). Ela acha que o Rhage  com toda a sua beleza não poderia querer nada com ela, uma mulher se aparência comum, e fica tentando afastar o pobre o tempo todo. Num desses encontros eles são atacados por redutores e Mary descobre o que ele é e o faz prometer não apagar sua memória. Rhage acaba levando ela para o complexo e tem que pagar um preço bem alto por isso, Mary fica furiosa quando vê ele daquele jeito, mas depois acaba "aceitando" o que aconteceu com o ele. Só que então o estado de saúde dela piora e devo contar que nunca chorei tanto lendo um livro (mentira, chorei muito mais lendo Marley e eu, mas afinal de contas não tem como não chorar com aquele final né), e me surpreendi também! Já tava ficando com ódio porque NÃO podia acabar daquele jeito! Esse livro é muitoooooo bom! Superrr Hot (a cena da corrente......), AMO o Rhage, embora quis matar ele umas 400 vezes (exagerada) durante o livro. As cenas com os redutores são o que acabam com o livro... pensem num negócio chato!!! Nas outras vezes que reli o livro (acho que li umas 6 vezes) pulei todas essas partes, sério, muitoo chato! Mas tirando isso o livro é perfeito, o Rhage é super fofo e trata a Mary "MINHA Mary" como se ela fosse tudo na vida dele, embora mereça um coice (ou vários - e bem ALI) por tudo que fez com ela em certa parte do livro. Mas a Mary foi sortuda, levou 2 pelo preço de 1, e um deles é SUPER gostosão XD.

Bem gente espero que vocês tenham gostado da resenha, e se gostaram comentem =D! Bjusss

Recomendo *****
Back
to top