domingo, 25 de novembro de 2012

[RESENHA] JOGADOR N° 1



Livro: Jogador N° 1
Autor: Ernest Cline
Editora: Leya


Sinopse: Cinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade. Em um futuro não muito distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo distópico, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem achá-las herdará toda a sua fortuna. Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts escapa de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida bastante complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Só ele sabe onde encontrar as outras pistas: filmes, séries e músicas de uma época que o mundo era um bom lugar para viver. Para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência. A vida, os perigos, e o amor agora estão mais reais do que nunca.


Resenha: O livro conta historia de Wade, um adolescente nerd acima do peso e pobre que vive no ano de 2044, onde o mundo sofre por causa das guerras, fome mundial e aquecimento global, e para fugir dessa realidade passa a maior parte do seu tempo vivendo no mundo virtual chamado OASIS.
Assim como muitos “caça-ovos” (como são chamados as pessoas que vão atrás de desvendar os enigmas do jogo), Wade sonha em desvendar os enigmas criados por Halliday, o inventor do OASIS, que deixou toda sua herança para o jogador que conseguir desvendar as pistas.
Após vários anos muitos caça-ovos sempre procuraram pelos enigmas por todo o jogo, porém sem sucesso. Isso até que Wade desvenda o desafio e se torna o único jogador a conseguir passar pela primeira fase do jogo.
É nesse momento que a historia começa. Wade se torna uma celebridade entre os jogadores de todo o mundo,e como tudo tem um preço, Wade tem sua verdadeira identidade revelada e passa a ser perseguido tanto no mundo real quanto no OASIS.
Wade então decide abandonar o mundo real e se dedicar a desvendar o enigma, ganhar o jogo, e se tornar o herdeiro de toda a fortuna de Halliday.

O livro é bastante interessante, mas é preciso bastante cuidado para não ficar confuso nos momentos entre jogo/realidade. A única coisa que me decepcionou foi o final, não muito emocionante como o resto do livro, mas, vale a pena ler. É bem legal e segura o leitor do começo ao fim. Super recomendado ***** 
 ;)

Feito por Victoria Bourbon
Back
to top