sábado, 23 de junho de 2012

[EU NAO SOU BAÚ], por Agatha Felix - RoadHouse Con


Em maio deste ano foi realizado a primeira convenção 100% brasileira da série Supernatural, aqui no Brasil esta série é conhecida como Sobrenatural. A empresa Midia Kriativa realizou nos moldes americanos um evento onde fãs e ídolos ficam juntos, trocam ideias, compartilham opiniões entre outras coisas.
A RoadHouse ou mais conhecida com RioCon contou com a participação dos principais personagens do show. Os atores Mark Sheppard, Richard Speigh Jr, Mark Pellegrino, Jim Michael [ Produtor das series Supernatural e Everybody hates Chris], Julie C. Brown [Empresária dos atores e atriz],  Misha Collins e Jared Padalecki fizeram o Rio de Janeiro tremer. A empresa retardou o inicio do evento, aliás, foi programado o check in do evento um dia antes do evento começar para não haver atrasos no cronograma oficial e qual a minha surpresa? Chegar no Guanabara Windsor Hotel as 15: 00 horas e ter um fila de fãs estressados pois não havia ninguém da MK para o credenciamento, só haviam funcionários arrumando o salão... pois é.






Chegar no Guanabara Windsor Hotel as 15: 00 horas e ter um fila de fãs estressados pois não havia ninguém da MK para o credenciamento, só haviam funcionários arrumando o salão... pois é. Fomos todos colocados numa sala minúscula na manhã do sábado enquanto o credenciamento não começava e quando enfim começou foi aquele alvoroço. Quando minha vez chegou tive outra surpresa desagradável, meu nome não constava na lista. Meia hora depois o problema foi resolvido, ou não. Ao encontrar a minha fileira outra surpresa, havia outra pessoa com o mesmo número que o meu. A pessoa logo me tratou muito mal quando eu apenas questionei o número do assento, procurei as staffs do evento e nada se resolveu por mais meia hora. Para minha sorte uma fã vip muito estressada com só Deus sabe o quê me disse que ia embora e eu deveria ficar no lugar dela, então de uma Diamante Especial número 003 me tornei uma Vip número 12 e me sentei na segunda fileira. Sim, sou sortuda! Minha colega do lado é muito fã do ator Misha Collins e na hora em que o ator entrou no palco para seu painel ela teve um ataque, nunca vi alguém daquele jeito, ela não acreditava na simpatia, beleza e bom humor de Misha. De verdade ele me parecia muito sério mais me enganei, Misha Collins é um brincalhão e também muito consciente pois também mantem uma ONG e trabalha arduamente. 

Meu primeiro momento bom nessa convenção foi quando a colega apaixonada me perguntou como iria chamar a atenção dele para uma foto de frente, eu me ofereci e muito criativa que sou, esperei as fãs histéricas que faziam perguntas e gritavam pelo Pellegrino e pelo Sheppard se calarem por meio segundo então gritei um “Misha!” e ele que estava do outro lado do pequeno palco me ouviu e me encarou sorrindo esperando que eu falasse alguma coisa, foi então que ao invés de falar qualquer coisa em inglês eu gesticulei e sussurrei um “look to me, I want one Picture” e óbvio que ele não entendeu nada. Collins saiu de sua cadeira imitando meus gestos e meu sussurro , passou por detrás de seus amigos que respondiam questões do painel quíntuplo e mudou sua expressão de uma gozador para um sedutor.
Misha estreitou os olhos azuis escuros, sorriu todo “eu sou gostoso e sei disso”, se abaixou bem diante dos meus olhos e fingiu um “te encontro depois gata”. Não preciso dizer que eu quase surtei nessa hora! A minha maior tristeza foi ter desligado a câmera antes de chamá-lo, minha intenção era fazer a coitada ter a chance de tirar uma foto do rosto de seu ídolo. Obviamente que fiquei marcada pelo Misha, ele sempre olhava para mim depois de falar alguma coisa pois sou das que perde um amigo mais não a piada, falei muitas “pérolas” em bom português e isso fazia nenhum dos artistas entender o porque das primeiras filas rirem. Essas convenções são realmente muito boas para se fazer amigos, enquanto trocava contatos e fotos com outros fãs flagrei alguns atores passando de uma sala à outra. O produtor Jim Michael contou spoilers e deu um gostinho de quero muito mais sobre a nova temporada de SPN, contou sobre o projeto para fazer um filme com os Winchesters , nos adiantou que o primeiro episódio será dirigido pelo ator Jensen Ackles [ Dean Winchester], sobre a volta do Impala, o retorno de alguns personagens entre outras coisas. 
Ele se mostrou muito simpático, prático , amoroso e muito divertido. Jim cantou, dançou, rebolou e entrou na “onda” que uma fã ensinou [fazer o gesto com as mãos indicando sexo]...isso foi a sensação do evento, Sheppard ,Misha , Jim e Richard faziam tal gesto por nada. O domingo correu mais tranquilamente, Jared se mostrou um homem muito mais maduro, muito profissional, muito sério e isso associado a histeria das fãs , do calor e da proibição da empresária dele  de se envolver com repórteres ou brincadeiras fez com que muitos saíssem pensando que Padalecki é um artista “muito estrela” e antipático quando na verdade ele é muito politicamente correto, sensível, educado...e bom, ele é o Sam Winchester. Ele chorou no palco com as homenagens feitas a ele quanto ao nascimento do pequeno Thomas Padalecki. Ele foi super fofo comigo tanto na hora do autografo como na hora da foto, Padalecki me confessou que amava meu nome e ele não precisa fazer muito para seduzir alguém...convenhamos, essa mania de jogar o cabelo para trás mostrando os bíceps ou de sorrir de lado mostrando as barroquinhas nas bochechas ou de piscar a cada 15 segundos dizendo “eu  te amo” é super lindo da parte dele e eu quase morri ali mesmo. Misha Já havia marcado a mim e as minhas amigas por tanto falar, brincar e chamar a atenção que ele já me via e começava a rir de mim e isso me deixou um tanto encabulada, tão encabulada que na hora da foto ele já esperava alguma “criatividade” da minha parte mais eu quis uma cena mais “romântica”, Misha romanticamente me pediu em casamento e o Jared seria a minha segunda opção. A intenção era Jared fazer cara do tipo “Porque não eu? O que ela viu nele?” e na hora do “digam x”  ele me puxou contra ele e acidentalmente a mão dele foi parar num lugar que a esposa dele não iria gostar. Misha riu tanto que me deixou vermelha , então me abraçou e tudo que eu queria era sair dali para ele não rir mais e ao atravessar a porta Jared fala para mim “E eu?” com os braços erguidos de um abraço que eu não dei a ele por causa do Misha me zoando. 

Sim, eu sou uma tonta. Quando quis voltar para abraçá-lo o segurança me barrou. Sim, eu me odeio por isso. Com a exclusão do Jared , Jim e Richard que foram os únicos que não riram de mim ou que não me zoaram , todos os outros o fizeram. Sheppard disse que eu era uma péssima dançarina depois que viu fazer a minha dança da vitória; Pellegrino quase me elegeu a senhora Lúcifer, me abraçou “forte” muitas vezes e meu autografo foi quase uma diabólica declaração e o Richard, bem, esse me paquerou de verdade, até me pediu para dar uma voltinha para ele me ver bem...er. Milhares de problemas à parte o evento foi bom porque os atores o tornou incrível para todos nós. A promessa para ano que vem de ser inacreditavelmente melhor já foi feita, rumores nos levam a crer que todos os participantes deste ano regressarão trazendo com eles o sonho de consumo de milhares de fãs, Jensen Ackles. 


Back
to top